domingo, 28 de julho de 2013

chato

Quero ser sempre do bem, mas não um cara chato.

tédio


Sempre senti muito tédio. Lutar contra essa minha natureza, sempre foi muito árduo. É uma guerra silênciosa e violenta.

sábado, 20 de julho de 2013

ressequidos


Minhas caspas são sonhos ressequidos.

momento


Estou de passagem.

essência


As palavras preenchem os espaços vazios que há dentro da gente, formando um texto que é nossa essência.

novo


A cada segundo é um mistério. A vida é um labirinto circular que em algumas passagens a gente pensa ser a mesma coisa, mas não é. Semelhante não é igual, pode ser algo novo.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

interna

 Minha liberdade é interna.

armadilha


A liberdade é maravilhosa, mas precisa de sabedoria para exercê-la. Muitas vezes, pode se tornar uma armadilha.

alguém


Não sei se sou bom em alguma coisa, mas preciso sobreviver e seguirei em frente. Posso errar, cair ou ser desacreditado pelos outros, mas escolhi viver e não vou me entregar tão fácil. Tenho 34 anos, possuo uma história e, inclusive, superei muita coisa. Todos os dias, sigo na batalha para me transformar num ser humano melhor. Não sou paradigma para ninguém, mas um alguém que tomou as rédeas de seu destino. Que venham as adversidades para superá-las! Ficarei ainda mais forte com toda certeza.

domingo, 14 de julho de 2013

eternidade


Quando o começo beija o fim, o que vem é a eternidade.

Historinha


“TARTARUGAS E CRONÓPIOS
 Agora acontece que as tartarugas são grandes admiradoras da velocidade,como é natural. As esperanças sabem disso e não ligam. Os famas sabem e caçoam. Os cronópios sabem e cada vez que encontram uma tartaruga, puxam a caixa de giz colorido e na lousa redonda da tartaruga desenham uma andorinha.”

 Nessa historinha mostra muito bem a diferença entre famas, esperanças e cronópios.

vida

A vida é um suspiro.

cronópio-fama-esperança


Acabei de ler Histórias de Cronópios e de famas de Júlio Cortázar. Aí, fico pensando se me me enquadro no grupo dos cronópios, famas ou esperanças... Acho que sou uma mistura. Sou cronópio-fama-esperança.

acelerado


Coração acelerado, o pássaro da madrugada me faz uma visita.

domingo, 7 de julho de 2013

impressão


Confesso que quando estava a ler Limite Branco de Caio Fernando Abreu, não pude deixar de fazer relações com Demian, no qual se faz pensar, também, como é importante nos autoconhecer e a perceber que existe um universo diverso dentro de cada indivíduo. Encontrei dois pensamentos parecidos entre os dois romances: “Queria apenas tentar viver aquilo que brotava espontaneamente de mim. Porque isso me era tão difícil?”( Emil Sinclair, Demian)\ “Quero ser eu mesmo. Será difícil”?(Maurício, Limite Branco).