segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Não sou contra a reforma previdenciária, mas, eu considero a proposta pelo governo descabida. Tudo bem que a população está envelhecendo, agora, 49 anos de contribuição para se aposentar com o benefício integral para os padrões brasileiros é muito surreal. 
Aqui, as pessoas podem até alongar a vida, entretanto, é inexistente políticas públicas para terceira idade. A saúde pública é uma bosta e os planos de saúde outra merda, logo, qual brasileiro pobre chega aos 65 e 70 anos sem nenhum tipo de doença? Será que as empresas vão contratar indivíduos de mais de sessenta anos, que precisam ir ao médico frequentemente e até faltam para ficar na fila dos hospitais públicos e do SUS? 
Essa proposta de reforma da previdência é feita por pessoas de elite e não sabe da realidade do povo brasileiro. Eu não sei se vou chegar aos 60.
Será que muita gente morrerá antes de conseguir a aposentadoria integral? Por isso, o governo terá uma economia?



GENTE...

 Não sei se estou exagerando, mas, estou achando muito louco estes merchans dos programas de tarde que vendem produtos como bermuda modeladora ou maquiagem para corrigir imperfeições no corpo.
Se usar estes artifícios para chegar à perfeição, a expectativa do outro vai às alturas em relação à gente. Não teve um caso que um cara casou com uma mulher e quando a viu sem maquiagem no dia seguinte, espantou-se e quis até processar a mulher?
Lógico que a vaidade faz parte da vida, mas, o problema é usar um monte de recursos tecnológicos e se tornar outra pessoa.
Um dia a verdade sempre vem à tona.
Viver de aparência e atravessar um precipício numa corda bamba.
Cuidado!!!!!



quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Intervenção Literária ou Vandalismo simplesmente?




Não concordo em escrever ou rabiscar nos bancos de ônibus ou nas carteiras das escolas. Mas, ao ler esta mensagem( refrão de uma banda que não sei o nome.) nem pensei em vandalismo. Sei lá, acho interessante esta iniciativa de compartilhar versos e palavras nos espaços públicos, fazendo um povo que não tem hábito de leitura começar a ler de repente e até democratizar este costume ao evidenciar que não há um lugar específico para leitura.

A literatura pode intervir nos espaços públicos e chegar a todos os indivíduos. 

Trecho da música da banda Supercombo



sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Mais um para minha coleção de micos...

Quando esperava minha irmã, percebi que o trânsito estava engarrafado. Então, comecei a procura-la para ganhar tempo. Vi um carro parecido com o dela e corri. Abri a porta, não era minha irmã. Dei o maior susto na motorista. Pedi desculpa e fiquei muito sem graça. Inclusive, tive até medo ao pensar: " Se fosse um(a) policial, poderia ter morrido na hora com um tiro na cabeça." Os policiais no mundo inteiro sofrem muito stress por causa do trabalho perigoso, qualquer coisa que aconteça, estão alerta. Com certeza, iriam atirar em mim, achando que era algum assaltante ou um assassino de policiais. Ainda bem que ocorreu tudo certo e a motorista viu que sou uma pessoa de bem. Já aconteceram isso com vocês? Ou estes episódios só acontecem comigo.

domingo, 16 de outubro de 2016

autêntico

Sempre me disseram que ser solar significa felicidade de viver. Tentei ser solar, não consigo. Tudo se torna cansativo e, além do mais, sou péssimo ator de interpretar algo que não sou. Então, descubro que quando passeio no vale das sombras, reconecto-me com meus eus passados, os quais são minhas raízes. Torno-me mais autêntico e valorizo os mínimos detalhes que antes nem percebia. Descobri que ser feliz, não tem nada a ver em ser eufórico. No silêncio e nos momentos de solidão, pode-se encontrar alegria de viver. Vive-se num mundo tão conectado e ao mesmo tempo desconectado, que esta ambiguidade causa um esvaziamento na alma. Por favor, escolham ser indivíduos livres e não "personagem solares" que vivem em função dos outros.

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

projeção doentia

É óbvio que na vida a competição é importante para sobreviver e os indivíduos saírem do lugar. Não tem como todos ficarem abraçadinhos vivendo na amizade forever. Mas, há situações tão sem sentido que não consigo entender, o ódio gratuito que certas pessoas têm pelas outras ou algo. 
Por exemplo, na última quarta-feira quando o Flamengo perdeu o jogo para um time chileno( me parece) teve fogos, muitos gritaram e urraram de gozo. 
Até, perguntei se com a derrota do Flamengo, algum time teria uma pontuação melhor ou até deixaria de ser rebaixado. Mas, aquele jogo não tinha nenhuma representatividade para os outros times nacionais. Sei lá, é uma situação vazia de significado. Entenderia se com a derrota do Flamengo, um time sairia da zona de rebaixamento. 
O que me assusta é como o fanatismo e a onda de ódio está invadindo cada vez mais o cotidiano. O valor da vida se reduz a cada segundo.
Muitos podem achar que estou fazendo drama. É só uma brincadeira soltarem fogos e gritarem de prazer. Porém, percebo que até no humor a violência se instala. O meu medo é a canalização de todos os assuntos mal resolvidos que um indivíduo possui e ele transferir para um alvo específico. Pior, as pessoas se reúnem para praticar essa projeção doentia!

sábado, 24 de setembro de 2016

cansado

Gostei da minha fase de "fotógrafo amador" que queria encontrar belezas escondidas do cotidiano. Vi passarinhos, flores, o sol se pondo nas vidraças das janelas e percebi que, na verdade, vive-se em várias realidades. Foi muito inspirador. Talvez, continue, não sei... Sabe, viver, apesar de ser maravilhoso, é muito cansativo e, no momento, estou muito cansado. É só um desabafo e estou pouco me fodendo se as pessoas acharão que faço drama, ninguém sabe o que outro está passando. Aqui é meu espaço para desabafar e exorcizar meus recalques. Passei muitos anos calado e segurando minha onda, agora, chega. Se meu face se transformar num muro de lamentações é só me deletarem, OK. Não quero só postar fotos para aparecer uma coisa que não sou. Sou um indivíduo que possui momentos felizes, tristes e que segue a travessia misteriosa da vida.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

SENSUALIDADE

Antes de mais nada, sei o que direi é uma interpretação subjetiva minha. Não quero ser de jeito nenhum O SENHOR DA VERDADE ABSOLUTA.
Ultimamente, estou a perceber que a sensualidade está muito banalizada. Muitos tiram fotos forçados e clicam fragmentos de seus corpos como se estivessem em um açougue. Para mim, a sensualidade é espontânea, não programada e estereotipada. Refiro-me à pastura da pessoa e não seu modo de vestir. Por exemplo, na praia, é óbvio que as pessoas tirarão fotos com sungas e biquínis.
Outro fato, em regiões de praia e calor, inclusive, no Rio de Janeiro, há a cultura de se usar pouca roupa. Homens ficam sem camisa e as mulheres usam shorts curtos porque reproduzem um costume antigo de familiares. Não há intenção específica em seduzir. Até pode existir, mas, não é uma regra. A questão é como se posicionam diante da câmera. Uma observação, em muitas ocasiões, a sensualidade se manifesta no indivíduo que está todo vestido.
Ser sensual é uma arte que não é para qualquer um( eu não tenho um pingo). Nem adianta só fazer biquinho. Necessita ter espontaneidade, inteligência e intuição.


A vida é inesperada

 Um dia você está aqui, em outro, está lá. Não tem como ter segurança ou estabilidade. O ser vivo é frágil e efêmero. Um sopro, a alma baila como fumaça rumo ao céu. Além do mais, para morrer basta estar vivo. Todos têm nossa hora marcada, pode ser no auge da juventude, do sucesso ou numa cama de hospital, já sabendo que o final está próximo.

domingo, 11 de setembro de 2016

MAIS UM MICO NA MINHA COLEÇÃO


Andava apressado para pegar o brt, a caminhada é de quase dois quilômetros!! O brt pode ser rápido, porém, diminuíram os ônibus comuns e está complicado chegar às estações. Eu posso andar, todavia, os outros que possuem algum problema de locomoção?



No auge da correria, uma mulher num carro parado na calçada me abordou e, com muita cautela, disse-me que a braguilha da calça estava aberta. Agradeci e fiquei feliz por perceber que ainda há bondade no mundo. Ela não quis me sacanear. Além do mais, pôde até ter salvado minha vida. Sei lá, poderia entrar num ônibus cheio, alguém ver minha braguilha aberta e imaginar que sou um tarado, que está se esfregando em alguém. Aí, uma multidão começa a me linchar e morro brutalmente.



Além de perder a vida, ainda todos questionariam minha moral. Sabe aqueles comentários do tipo: " Sempre desconfiei dele...", " Não sei não, sempre foi esquisitinho" ou "Sempre soube que era um pervertido.". Gente, que medo!
Porém, ainda há anjos por aí, protegendo-me. Quero agradecer muito a esta senhora!



Agora, não sei o motivo das braguilhas sempre me sabotarem? Acho que elas não gostam muito de mim.



Dana-se, vida que segue e muita luz aos inimigos que são pedras em nossos caminhos para eles evoluírem.


domingo, 4 de setembro de 2016

MANEQUINS E A GENTE


Pode ser só um manequim incompleto, que só irá servir para expor calcinhas e sutiãs. Mas, vejo tanta gente que se encontra nesta situação, meros objetos ou manequins decompostos. Parece que a pele e a carne tornam-se plásticos. Aí, quando se fica velho ou danificado, tanto os manequins como a gente, somos jogados no lixo.

GRATO

Deus não me deu carro, dinheiro e sucesso. Deu-me o maior presente que não tem como mensurar: A VIDA 
Por isso, eu lhe sou muito grato.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

" TÁ TUDO DOMINADO"

O telefone fixo toca de madrugada uma vez só, quem será? De repente, uma mensagem no celular, não verifico. Preciso dormir. Os cachorros latem e alguém grita. Não sei o motivo, porém, quando a noite chega, parece que fico mais ligado a qualquer ruído. Será que sou notívago? De repente, começo a ter tantas ideias e quero escrever todas elas. Coisa louca! Aliás, nem sei por que escrevo isto? O pior que tem gente que está a ouvir música alta. Preciso ligar o ventilador para abafar o som que vem lá de fora. Estou mais calmo e o sono chega. Boa madrugada, amigos. 
Agora, que está "tudo dominado" é uma verdade que não dá para esconder e cada vez mais está abandonados à própria sorte. Pois, a única lei que impera é a do mais forte.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

MOMENTO DECEPÇÃO


Fiquei inspirado em escrever um conto e usei toda minha criatividade para torná-lo original. Terminado, publiquei-o no blog e no face todo prosa por ter escrito uma história com um final surpreendente. Porém, horas depois, descobri que desenvolvi um conto muito parecido recentemente.
É foda as armadilhas da memória! Quis deletar um a princípio, aí, pensei melhor e resolvi deixar os dois. Para quê está ânsia artística de originalidade ou conquistar valor artístico no que escrevo? Tubo bem que desejo ser escritor, mas, ficar obcecado pelo prestígio, deixarei de curtir de escrever despretensiosamente pela busca da minha forma de me expressar.
Já escrevi tanta besteira que me envergonho. Na época, achava que produzi verdadeiras obras-primas.  Entretanto, valeu em escrever estes textos sem valor literário. Compreendi que preciso ler e escrever mais, nada é fácil nesta vida.

Inclusive, descobri que escrever me liberta, pois, leva-me aos recantos da imaginação e do inconsciente. Se parar para pensar, foi um ganho enorme para mim, mesmo  que  nunca seja um escritor renomado ou um integrante na Academia Brasileira de Letras. 

Feliz dia do amigo é todo dia...

Agora, não se pode confundir amizade com coleguismo. A amizade transcende o tempo e o espaço. Pois, mesmo distantes os amigos verdadeiros sempre arranjam um jeito de se encontrarem. O coleguismo é embasado pela troca de favores e interesses comuns. Ajuda-me daqui que eu o ajudo de lá. Quando não há mais a reciprocidade ou interesses em comum, os colegas vão embora sem olhar para trás. Enfim, amizade é amor, já o coleguismo, um meio de sobrevivência.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Crítica que vale a pena ouvir para crescer...

Mais um exemplo para quem não sabe o que é uma crítica construtiva  e pensa que  criticar  é ofender   os outros. Uma amiga do  face me  alertou para um fato que não  tinha percebido, quando escrevi um conto:  “  Eduardo faltou o "as" no assim. Veja: "Era sim que o marido...". Enviou-me  a correção pelo inbox e não o publicou na caixa de comentário. Olha só que elegância!
Viu, gente boa, isto é uma crítica que vale a pena ouvir para crescer. 


terça-feira, 12 de julho de 2016

fases toscas

Eu e minhas fases toscas, como me divirto e fico envergonhado. Ontem, lembrei-me de uma, quando li um conto antigo( Quando o escrevi, achei-o maravilhoso!) e o deletei, porque era RIDÍCULO. Na época em que o elaborei, estava lendo alguns contos do Rubens Fonseca e Charles Bukowski. Fiquei inspirado em escrever histórias do mesmo estilo, mas não deu certo. Aconteceu a mesma coisa com outros autores que me espelhei posteriormente: Machado de Assis, Clarice Lispector, Caio Fernando de Abreu, Lygia Fagundes Telles e entre outros... Resumindo, FRACASSO TOTAL.
Só continuo a escrever para exorcizar meus demônios, acho que falei disso várias vezes. Quando escrevo, a loucura vai embora e a razão chega para arrumar a bagunça.


terça-feira, 5 de julho de 2016

DIVERSIDADE, JÁ

Nada contra as pessoas possuírem suas preferências e questões de pele. Mas, por favor, guardem para vocês somente, OK. É muito deselegante ficar falando do seu tipo ideal de par, desmerecendo os outros os quais não se adéquam aos seus "padrões altíssimos". Com certeza você não faz o tipo para muitas pessoas, inclusive. E ainda estão cagando para você, que se acha o último biscoito no pacote. O universo é uma diversidade de janelas, não há uma verdade absoluta, principalmente, tratando-se de beleza e atração amorosa.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Perfil

QUEM SOU EU?

 Ladrão de memórias. Contador de histórias. Alguém que precisa se disciplinar, para passar num concurso público. Imaturo. Vazio. Feliz. Angustiado. Cheio de esperança. Transbordando idéias. Balzaquiano gato. Gordinho. Insipiente

segunda-feira, 13 de junho de 2016

As piores pestes...

São a ignorância, a intolerância e o ódio e seus bacilos estão adormecidos em nosso inconsciente, esperando o momento certo de despertarem. A história é testemunha disto, já que mostra como os fatos sempre se repetem.

terça-feira, 7 de junho de 2016

Status: Entediado com tudo e todos

Muitas vezes a vida é chata e confesso que, em muitos momentos, conviver com pessoas é muito cansativo. Por isso, a vontade que tenho é dormir por dois mil anos para ver se o mundo melhorará. Mas, a história mostra que tudo se repete. 
Também, dormir dois mil anos deve ser um porre! O melhor que tenho que fazer é dormir logo para acordar cedo amanhã, completamente renovado para segunda-feira. 

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Na verdade...

O que eu gostaria era de uma reforma política séria e de uma reflexão sincera em relação aos caminhos que devemos seguir para construir um país melhor. Estou um pouco cansado com esta dicotomia simplória e maniqueísta que vejo por aí. Parecem que todos nós estamos num jogo de futebol se digladiando, enquanto os poderosos estão gozando bastante o poder que sempre tiveram, desde quando Brasil era colônia.

domingo, 22 de maio de 2016

Colonialismo

Muitas vezes a gente não entende que há várias formar de viver. Então, deseja-se sempre colonizar o outro como se fosse um selvagem. Se o outro não vive como você, não significa que seja ruim. O etnocentrismo sempre está em nossos relações, principalmente, com as pessoas que amamos. Quando se vai aprender a lidar com as diferenças individuais, inclusive, das pessoas que amamos?

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Infelizmente vem textão, entretanto, é só ignorar não é mesmo?



Só hoje, percebi um comentário num vídeo antigo que foi uma ironia gratuita: "Obrigado Eduardo pelo comentário sobre o livro. (linda voz)".

Fiquei a pensar por qual  motivo a pessoa ganhou com isso? Sua vida melhorou? Teve promoção no trabalho? Tirou nota boa na faculdade ou escola? Conquistou o amor da sua vida? Por que lançar veneno para um vlogueiro desconhecido que tem traço de audiência? Juro que não estou me fazendo de vítima, sei que quando posto algo, receberei críticas. Porém, a questão está na diferença entre a crítica e destilar veneno do nada para o outro, entenderam-me agora? Invento vlogs ou vídeos não para ficar famoso e os faço há seis anos. Se fosse só pelo glamour, teria desisto séculos atrás.
 Na verdade, produzo conteúdo para me ajudar a pensar, porque quando queimo a mufa num determinado assunto, começo a estudar e a  sair da inércia. Inclusive, deixo de ser só uma esponja que absorve informações e não consegue construir um pensamento próprio a partir de textos ou vídeos.  Essas são minhas finalidades e até observar minha produção criticamente, para perceber a fragilidade do meu discurso.  

Tenho a consciência que minha voz é péssima e meus vídeos não são interessantes para muitas pessoas. Não sou simpático, nem atraente e muito menos aspirante a artista, OK. Caso um dia eu queira impulsionar meu canal no youtube, farei uma impostação de voz e investirei em equipamentos. Agora, sei que esta aquisição não tem garantia nenhuma, mas, o problema é exclusivamente meu.


Enfim, para estas pessoinhas que gostam de destilar venenos ou ofensas gratuitas para indivíduos que desejam construir alguma coisa, desejo-lhes muito amor e paz no coração. 

ESCATOLÓGICO

Hoje me aconteceu algo inusitado mais uma vez. Estava no carro e de repente uma meleca saiu do meu nariz. Não tinha lenço e tive nojo de colocar no bolso da calça. Joguei pela janela e me sinto mal pela atitude. Odeio poluir a rua e sempre guardo meu lixo para jogar na minha casa ou quando encontro uma lixeira. Será que uma meleca polui muito? Ouvi dizer que os passarinhos se sufocam com os chicletes lançados na rua, com a meleca, acontece o mesmo? Agora, serei uma pessoa mais prudente. Comprarei um caixinha de lenço para me prevenir. Não quero ser porco!

presença

Um ovo caiu no chão da cozinha e se espatifou. Algo tão banal, mas que existe há milhões de anos. O ovo que se parte para gerar vida ou morte, quando não é chocado. Vida e morte são uma coisa só. Estou estranho, principalmente, quando me lembro da gema escorrendo no chão. Senti Deus perto de mim.

vaidade

Sou carta fora do baralho, mas, conheço a regra do jogo. Estou melhor do que os que pensam que estão no jogo e só são marionetes dos verdadeiros jogadores. Enfim, esta briga política que está acontecendo é uma disputa de egos inflados de “gigantes”. Meu deus, quanta vaidade!!!

terça-feira, 3 de maio de 2016

RELEMBRAR...

Quem eu era há dez anos? Quem é que deixou uma folha de referência bibliográfica, em uma página empoeirada de um livro, para elaborar um trabalho final de curso? Ou sublinhou um trecho e escreveu ao lado IMPORTANTE? Sempre encontro textos antigos rasurados nas gavetas ou frases inacabadas e nos arquivos perdidos no computador. Tenho até dúvida se são de minha autoria. Acho que já fui muitos ao longo dos anos e o mesmo simultaneamente. Recordo-me que sempre senti as coisas e não conseguia definir, hoje, conheço-me mais um pouco. Curioso que sempre deixo algo pelo caminho como se fosse uma garrafa com uma carta dentro jogada ao mar com a intenção de me relembrar de meus outros eus.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

ESPERANÇA

Ainda bem que consertei meu dente da frente, entretanto, preciso cuidar da minha saúde bocal. Estou mais tranquilo e a lição que tive é de não ter tanta ansiedade para resolver as coisas. O nervoso embaralha o raciocínio. Outro fato, uma pessoa querida me chamou a atenção por um erro que cometi, quando escrevi o post passado por impulso. Coloquei maL humor e é maU humor, na regrinha, bom é antônimo de mau e mal oposto de bem. Ela colocou no inbox do face e me corrigiu na boa. Acho tão bacana pessoas que gostam de compartilhar conhecimento e até fazer uma crítica construtiva. Na verdade, deseja somar e não subtrair. Não é certo tipo de indivíduos que se utilizam do conhecimento da língua para excluir os outros através do deboche. Nem questionou de eu errar algo tão primário. Por essas atitudes simples e importantes, ao mesmo tempo, acredito que a Humanidade ainda tem jeito.

Estou me sentindo péssimo!

 Quebrei o dente da frente e estou fazendo drama mesmo. Agora, que coloquei para fora meu "mimimi", procurarei solução. No horário de almoço do meu trabalho, buscarei um dentista e se não puder resolver esta semana, resolverei na próxima, sem problemas. O importante que estou vivo, não é mesmo? Quem sabe, ao quebrar o dente, poderá significar uma mudança existencial na minha vida? De repente, o fato de não me abalar com coisas pequenas do cotidiano. Pois, tenho tendência de ser dramático! De chorar e gritar para liberar todas minhas feras, mas, se eu fizer, talvez não sobre ninguém para contar a história. Preciso ter cuidado para não ser um homem-bomba emocional, o qual se esbarra pelo meio do caminho. Este tipo de gente traz muita destruição. Quando ando pela rua, tenho a impressão de andar em campo minado! Nossa, viajei muito neste post. Entretanto, melhorei do mau humor. Apesar de ainda estar um pouco azedo. Na verdade, estou azedo, porém, mais sereno. Agora, quando penso no povo que fica berrando na igreja improvisada perto de casa... Bem, esta é outra história...Ainda bem que consertei meu dente da frente, entretanto, preciso cuidar da minha saúde bocal. Talvez, este acidente de quebrar o dente foi um sinal para chamar minha atenção. Estou mais tranquilo e a lição que tenho é de não ter tanta ansiedade para resolver as coisas. O nervoso embaralha o raciocínio.

sábado, 30 de abril de 2016

cautela

Eu já disse e repetirei de novo! Não tenho nada contra o capitalismo. Por exemplo, tenho a consciência que se não investi nos estudos ou nos negócios consequentemente não terei uma casa com piscina e nem viajarei a Europa todo ano. Mas, sou uma pessoa que trabalha e tenho que ter meus direitos básicos preservados. Não posso ser jogado fora como algo descartável. Por isso, essa questão da flexibilização da CLT precisa ser analisada com muito cuidado. Porque vivemos num país que a aposentadoria é complicada, muitos aposentados precisam trabalhar novamente para completar a renda. Sinceramente, não sou contra a privatização ou afrouxar as leis trabalhistas, porém, meu receio é de como estes processos acontecerão. Estamos num momento nebuloso, muita cautela nesta hora.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

DEUS NÃO É


PODER DESMEDIDO
INTOLERÂNCIA
ÓDIO
DEBOCHE
ESCÁRNIO
HIPOCRESIA
DEUS É UMA ATITUDE VERDADEIRA E SILENCIOSA
REPLETA DE BONS SENTIMENTOS
UMA CRIANÇA BRINCANDO NO PARQUE
UM PÁSSARO CORTANDO O CÉU
UMA FOLHA DE ÁRVORE RESSEQUIDA
PODEM ESTAR MAIS PERTO DE SUA PRESENÇA
DO QUE CERTOS INDIVÍDUOS QUE SE 
ACHAM OS VERDADEIROS CONHECEDORES
DELE.


A distração é foda!!!


Estava a visitar um centro cultural e andando numa exposição de móveis antigos que até pertenceram à monarquia( eu acho).

Sem querer, encostei numa mesa enorme de reunião que era proibido tocar.
Ninguém viu, mas se alguém me flagrasse diria que eu era sem noção e por isso que o Brasil não ia pra frente.

Não adiantaria argumentar que me distraí, pois, ao ver a mesa imensa, lembrei-me de um filme erótico e existencial que narrava a história de uma jovem casada, a qual  era carente de ficar sozinha( o marido viajava muito) e tinha muitos sonhos eróticos. Numa das fantasias, ela transava com força com um juiz numa mesa igual que vi no centro cultural.

Então, na história, ela procurava seu eu interior e lírico concretizando seus desejos. Viajei na maionese, entrando numa fenda entre o tempo e o espaço, deixando-me levar e isso durou por segundos.

Ainda bem que minha irmã me chamou a atenção e tirei a mão da mesa rapidamente. Até agora estou com vergonha!

Distração é foda!!!!!!

domingo, 17 de abril de 2016

Não é mimi, só uma opinião

Quando fui ao Centro da Cidade, presenciei uma cena de quase assalto. O ônibus tinha parado na região da Central e um cara pulou na janela e tentou pegar um celular de um rapaz.

Tudo aconteceu muito rápido e fiquei pensando como estamos abandonados. Lógico que há assaltos em outros países do mundo, inclusive, os desenvolvidos. Porém, será que interferem na qualidade de vida da população, como aqui?

Depois do acontecido, fiquei com medo de tirar foto. Meu celular não é dos melhores, só que é meu e dará uma dor de cabeça em ser roubado. Senti-me que minha liberdade ficou restrita, por não poder fotografar o que achei interessante. O estranho que a violência não só ataca concretamente com o ato, mas, entra no imaginário potencializando o medo. Portanto, as impressões tornam-se mais horripilantes do que realmente são.

Não estou querendo fazer “mimi”, entretanto, estou perdendo o prazer de sair. Moro longe e o transporte público é bastante precário. Então, precisar planejar para se poder aproveitar o passeio.

O Rio de Janeiro tem bolhas de desenvolvimento e infraestrutura, só que a maior parte vive num abandono. Claro, que não se pode negar a beleza da cidade, porém, ela precisa proporcionar mais qualidade de vida a sua população.

É só minha opinião.  Não quero ser o senhor da razão.


quinta-feira, 14 de abril de 2016

CONSTRUIR

Hoje, estava com raiva, devido à situação política do país, e comecei a escrever. Aí, fui me esvaziando e me senti melhor. Realmente, quando se pensa para escrever, dá-se o tempo para digerir os sentimentos e sensações. Poxa vida, estou vivo! Continuarei a caminhar, correr, escrever e a tirar foto. Tive tanta sorte de ter bons pais e um lar harmônico. Eu sei quem sou, amo viver e a cada dia aprendo a lidar com minhas limitações, frustrações e recalques. Quando terminei o texto, percebi que não tinha mais sentido e o deletei. Ainda bem que encontrei a serenidade, já que ao invés de melhorar, a cólera irá piorar ainda mais. Não quero destruir e sim construir.

terça-feira, 12 de abril de 2016

ÓDIO

Sentir animosidade é mais fácil que amar. O primeiro é um tsunami incontrolável, já o outro se precisa respirar um pouco e ponderar. Ultimamente, vive-se na ira e há uma busca incontrolável de um pretexto com a intenção de extravasar este sentimento acumulado por anos. Culpar cem por cento o outro em relação aos problemas é mais fácil e tentador. Para que refletir sobre os próprios erros se pode xingar e apontar “fatores externos”? O culto ao ódio provoca barbárie e leva à humanidade ao abismo. Por isso, tentarei não odiar quem pensa diferente de mim, pelo contrário, irei respeitá-lo mesmo que tenha que lutar comigo mesmo. Não posso me achar o dono da verdade absoluta, ninguém o é. Deus me livre semear raiva por aí.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

DESABAFO

Deus não quer só que você creia, mas que seja ético nas atitudes. Não se achar melhor em ralação aos outros porque vai à igreja. A espiritualidade não é só dizer palavras bonitas e vazias, mas praticar em silêncio o que acredita. Sinceramente, acredito nisto! Um bom crente precisa ser bom cidadão e respeitar as diferenças. Jesus Cristo praticou até o fim o amor ao próximo, não jugou pedras em ninguém ou se fez a pessoa mais imaculada do mundo. Viveu na simplicidade e não construiu Impérios. Seu legado é a palavra preenchida com valores verdadeiros. Portanto, creio Nele sim, mas, não acredito nas várias instituições religiosas que deturparam sua verdadeira essência. Agora, admiro igrejas que trabalham com a cidadania e a fé, proporcionando conforto às comunidades. Não se pode generalizar

domingo, 10 de abril de 2016

EFÊMERO

Não é pessimismo, mas, nunca lerei todos os livros ou assistirei aos filmes. Jamais conseguirei ser o ideal que gostaria de ser. Sou efêmero e um dia desaparecerei. Este ponto de vista me liberta de mim e de minhas neuroses. 

Curto minha vida da maneira que posso e vou me descobrindo como indivíduo.

DEPENDÊNCIA



Esqueci meu celular em casa e, no trabalho, senti uma sensação de perda. Estou preocupado, pois, as novas tecnologias não podem interferir na minha vida. Não posso encará-las com órgãos vitais, mas, só um instrumento para me ajudar no meu cotidiano.

quinta-feira, 31 de março de 2016

liberdade

Como sou a favor da Democracia tomo esta atitude. Se ler algo que não concordo, não ficarei chamando ninguém de burro ou fascista. Simplesmente deixo para lá ou clico para não ter mais atualizações desta pessoa ou a deleto. Violência gratuita e intolerância são terríveis para liberdade. Inclusive, não significa que a pessoa que tem a opinião diferente de você é burra, só possui outro olhar. Confesso que, muitas vezes, quero gritar e fazer discursos inflamados, porém, tento exercitar a tolerância, pois, não quero ser um fundamentalista e nem quero o país entre numa guerra civil, quem vai se foder será o povo( eu faço parte dele). Pensem nos terroristas extremistas que promovem dor pelo mundo como, por exemplo, os integrantes do Estado Islâmico. Nós do "ocidente civilizado" os consideramos bárbaros, será que estamos tão distante deles? Amigos que pensam semelhantes a mim ou diferente, antes de mais nada, nós somos brasileiros e, apesar das diferenças, devemos construir uma ponte para o diálogo. Será importantíssimo para nossa liberdade.

domingo, 20 de março de 2016

Você é incongruente!


Sim, sou mesmo. Arrependi-me várias vezes do que escrevi ou falei. Paguei micos terríveis ao pensar que estava por cima e o tempo me deu uma rasteira. Fui manipulado e se não estiver atento, posso ser controlado de novo. Já acreditei em heróis, inclusive! Sou uma pessoa comum e limitada e continuarei a me equivocar. Viverei minha vidinha, que não pode ter valor para ninguém, mas, tem para mim. 




Minha classe social...


 Não sou elite e nem sou pobre de marré deci. O que sou? Sou do grupo que pensa estar tudo bem, mas não está e que vive num castelo de areia prestes a ser derrubado por uma onda. Além de se equilibrar no fio da navalha, pensando que caminha numa estrada larga. Quando se trabalha, tudo fica bem, porém, quando há desemprego, percebe-se seu mundo se desmanchar. Além da falta de grana, o problema está em se olhar no espelho e se vê como realmente é: Um indivíduo comum que para a sociedade só tem o valor de uma peça de engrenagem a qual quando não tem mais serventia, joga-se no lixo.




sábado, 19 de março de 2016

inusitado

Hoje vi uma coisa inusitada nos meus 37 anos de existência. Vi um gato cagando numa pequena montanha de terra aqui na vila, nunca tinha visto, já que aqui, em casa, o animal de estimação sempre foi cachorro. Quase tirei foto do felino fazendo cocô, mas, achei que seria antiético, pois, o gatinho poderia ficar inibido e desenvolver uma prisão de ventre, depois. Coloquei-me no lugar dele, eu não gostaria de que ninguém me fotografasse defecando. Agora, a imagem do gato cagando foi tão expressionista para mim. Se fosse pintor, faria um quadro.

preparado

Minha família enfrentou várias crises. O desemprego do meu pai, quando no Governo Collor suas economias foram confiscadas e ele não arranjava mais emprego porque já tinha cinquenta anos. Apesar de vermos nosso padrão de vida diminuir, a união de meu pai e minha mãe me fez entender que o amor e o respeito ajudam a superar as adversidades. Meus pais sempre lutaram juntos para me sustentar e minhas irmãs. Mas, nunca foram heróis ideais, pelo contrário, discordavam do radicalismo e a falta de reflexão, diziam que eram cheios de defeito. É um exemplo, para mim, porque nunca culparam ninguém pelos seus problemas. Eram contra a vitimização, já que também somos responsáveis por nossas escolhas. Digo tudo isto, para expor que não ficarei com medo de mudanças e turbulências. Desde criança percebi que não existe segurança 100%. Tenho certeza que "roubei" um pouquinho da força de meus pais e não me renderei. Repito, que venha mais uma tempestade, estou preparado.

Luz e sombras... Ambiguidade constante


Antes de mais, sou contra esta história de que o povo da direita é mau e o da esquerda, bom. Na realidade, esta ideia é superficial e não correspondem aos fatos. Como já disse por aqui, há os conservadores hipócritas de direita e os lobos travestidos de esquerdistas, que são elitistas tanto quanto como os primeiros. A natureza humana é ambígua, quem nunca se percebeu a pensar coisas que parecem ser de outra pessoa? Somos vários, o melhor e o pior sempre estão em luta constante dentro da gente. Por isso, acredito que muitos não se conhecem realmente, vivem na superfície das máscaras. Preferem o caminho mais fácil da idolatria, do ódio gratuito e nem se dão conta disto. Tenho a consciência de que não sou a melhor pessoa do mundo, pelo contrário, alguém bem comum que pode se perder por causa da vaidade, fraqueza de caráter ou outros sentimentos não nobres. Nunca poderei me esquecer deste fato, porque ao compreender minhas fraquezas, terei a consciência de sempre combatê-las. Posso até usar as máscaras para me proteger e ficar na superfície para descansar um pouco. Entretanto, quando tiver com energia novamente, mergulharei nu nas profundezas de mim com a finalidade de encontrar minha individualidade.
Parte superior do formulário

domingo, 13 de março de 2016

Será?


Vejo a sombra do ventilador de teto no teto do quarto e penso sobre meu duplo, se está apreciando também a sombra do ventilador de teto e pensa sobre mim, também. O que faz? Onde vive? Será que um dia eu o encontrarei?

efêmeras obsessões



Confesso que tenho efêmeras obsessões e por isso escrevo ou tiro foto com temas repetidos. Mas, isto passa logo e volto à minha rotina.


 

quinta-feira, 10 de março de 2016

Curioso!

 


Um fato curioso aconteceu comigo nesta quinta-feira. Um vizinho que não me cumprimenta, viu que eu tirava foto de uma rolinha e fez a seguinte brincadeira: "Tira a foto da minha que tem dois ovinhos". Ri forçado e segui meu caminho, não vou discutir com ninguém. Mas, achei estranho, pois, ele estava com dois vizinhos e, sozinho, nem me dirige a palavra.

Muitos podem achar que sou complexado, mas sinto que muitas pessoas não me respeitam porque não me casei, por não ter dinheiro, prestígio na profissão, casa própria e filhos. “Já tem trinta e sete anos.”. Bem, cada um tem o direito de pensar sobre mim, entretanto, fique para você sua opinião. Não lhe perguntei nada.

Sei muito bem dos meus defeitos e virtudes. Continuarei a tirar fotos malfeitas, a caminhar e a correr devagar( não  tenho pretensão de ser atleta, Ok).

Revelarei um segredo muito íntimo...


Sou um alienígena. Na verdade, alguém bem comum que se perdeu num mundo de DEUSES PERFEITOS DE VERDADES ABSOLUTAS. 

domingo, 6 de março de 2016

Em relação aos últimos acontecimentos...

Há tanta paixão, fanatismo, intolerância e interesses( políticos e econômicos) envolvidos que estou confuso e perdido num labirinto. Muitos podem achar que estou em cima do muro, FODA-SE. Mas, não quero ser marionete de ninguém. A História mostra o que acontece quando o povo não pensa e vira massa de manobra. Só sei que não existe maniqueísmo de direita e esquerda, este conceito se diluiu com o tempo, o que existe é uma disputa de poder de poderosos que estão cagando para o Brasil e a população. A História se repete porque é a mesma de sempre. Só desejo que esta guerra de facções não nos prejudique ainda mais, já que somos o lado mais fraco e usados como ratinhos de laboratório pelos políticos, empresários e pelo mercado financeiro.

sábado, 27 de fevereiro de 2016

REFLEXO




Em tempos idos, as pessoas se viam através do espelho d'água, aí, fizeram o artefato espelho para enxergarem melhor. Atualmente, o espelho não satisfaz mais para vermos nossos reflexos. Precisamos registrar nossas imagens em câmeras digitais e praticando o selfie, compartilhando nas redes sociais. Pois, desejamos mostrar nossa imagem para todos e não ficar mais no ato íntimo de se ver através do espelho como nos tempos muito antigos.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

ANTROPOCENTRISMO ÀS MARGENS DA LOUCURA

Fiquei perplexo como o ser humano é perverso ao ponto de tirar selfie com filhote de golfinho agonizante. Nós estamos doentes com tanto ego inflado. Não compartilharei a foto do filhote porque achei muito triste. Realmente o bicho homem é absurdo, insano, pretensioso e idiota. Se formos instintos, o mundo continuará vivo. Queridos, há seres "elementares" que são muito mais importantes que nós para a manutenção da vida na Terra. Comparado com eles, somos absolutamente nada!

Os conceitos do bem e do mal são relativos e dependem dos contextos históricos e sociais. O que fizeram com o golfinho de retirá-lo do mar para tirar selfie é uma atitude equivocada, mas para as pessoas que fizeram isto, muitas vezes, acham-se boas por irem à igreja e acreditar em Deus! Eu acho isto tudo muito louco! Na verdade, o mundo que vivemos é um grande manicômio! Principalmente o humano que constrói ideologias a partir dos interesses de uma época.

Por exemplo, este dogma de dizer que " Deus fez o homem sua imagem e semelhança" cai como uma mão na luva para o ego do ser humano. Logo, o sente-se superior em relação aos outros animais.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

reflexão


A foto está horrível, mas, por que só mostrar quando a gente acerta? Na vida para se chegar ao êxito acumula-se erros e tentativas frustradas. É muito difícil acertar de primeira sem suar a camisa. Tentei tirar uma foto da pipa com a lua. Não ficou boa, mas vale a reflexão.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

CEGUEIRA



"Ser empático é ver o mundo com os olhos do outro e não ver o nosso mundo refletido nos olhos dele."
Carl Rogers






Ao longo da história, ele tenta saber a origem de não mais enxergá-las. Pois é, o enredo pode ser absurdo ou surreal, mas, se observamos bem, isso acontece diariamente e vi acontecer hoje. Quando fui descer do ônibus, os passageiros ( inclusive eu) entramos com pressa.



Entretanto, havia uma senhora que queria saltar da condução. NINGUÉM A PERCEBEU. Outro passageiro lhe acudiu, que bom! Já os outros e eu estávamos imersos em si mesmos.



De repente, comecei a pensar que a consequência da falta de comunicação entre os indivíduos poderá surgir náufragos que vagam por aí e suas ilhas desertas serão seus próprios corpos.






Medo! Preciso ligar urgentemente meu sensor de empatia!!!


Por quê?

Por que separar o corpo da alma? É a mesma coisa, não? 

Espelho Espelho meu, vejo meu reflexo, realmente, ou o que pensou que sou?

 Eu amo ou imagino amar? 

Comi brigadeiro e beijinho de coco, ouço o universo me chamar. Por quê?

domingo, 31 de janeiro de 2016

Revelação

Lembro-me de quando era criança me surpreendi com a revelação que meus pais tinham nomes. Para mim, eram só PAI e MÃE. Achava que me pertenciam para me satisfazer, aí, ao descobrir que são indivíduos(tiveram uma história anterior a mim) senti certo estranhamento. Ao mesmo tempo, ao vê-los realmente como são, comecei amá-los verdadeiramente.

sábado, 30 de janeiro de 2016

superfície oca da máscara.

Sei lá, existem pessoas que não são somente falsas, é mais complexo que isto. Parece que constroem personagens de si mesmas e acreditam ser realmente o que pensam que são transformando-se em suas próprias caricaturas. Logo, tudo que falam mesmo sendo um belo discurso soa vazio. Este tipo de gente nunca terá coragem de mergulhar nas profundezas de seu ser, sempre procurará a superfície oca da máscara.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Não sei se já falei sobre isto por aqui, não importa. Falarei novamente...


Quando era mais jovem, queria ser especial e que todos se lembrassem de mim. Mas, agora, este desejo perdeu força. Descobri que ser efêmero não é ruim. Sou mais um na multidão a procurar meu espaço e sempre estou descobrindo algo novo. Entretanto, não se pode confundir a efemeridade com ser descartável, a primeira se transforma e o outro polui imutavelmente o planeta por vários anos. O tempo vem, meus pelos estão ficando brancos e não me envergonharei. Não quero ser inimigo dele, pelo contrário, que seja meu companheiro de travessia. Lógico, que tenho medo de morrer e ficar doente, todavia, estou aprendendo a lidar com a ansiedade, conheço a cada dia um lado oculto de mim. Consequentemente conquistei a liberdade, mesmo que eu tenha obrigações a fazer. Revelarei um segredo, por estar descobrindo minha individualidade, os fios que me atrelam não conseguem me prender totalmente. Posso aparentar ser uma marionete, mas não sou.


Tenho a consciência de que tudo que escrevi outros já refletiram. Não tenho a pretensão de descobrir a pólvora. 

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

"DESAPEGUE"

Por esses dias, percebi que uma conhecida minha( nos tempos de faculdade) deletou-me do seu face. Quis adicioná-la de novo, mas, ainda bem que não fiz isto. Ela possui o direito de me deletar como contato. Nós mudamos ao longo dos anos e não existe mais afinidade. Como diz uma propaganda "DESAPEGUE" !

Realmente, para que acumular indivíduos nas redes sociais, se elas não acrescentam mais nada para sua vida? Não interagem contigo. Confesso que não sou muito interativo, uso o face como bloco de notas e com certeza há quem ache isto um saco. Porém, eu adoro e continuarei fazendo! 

Respeitarei sua decisão, quantas pessoas conheci e foram embora. Aliás, muitas nem consigo lembrar a fisionomia! Se acham que não valho mais a pena, deletem-me. " Desapeguem-se" para encontrar alguém que seja importante para sua vida. Qualidade sempre será melhor que quantidade.

 Tentarei fazer uma faxina no meu face, também.

a gente mesmo

Mais uma semana, que bom! Espero que tudo ocorra bem e que nenhuma bolha intergaláctica ou uma ostra alienígena tentem dominar o mundo. Na verdade, elas não são o grande problema, mas, a gente mesmo que está degradando o planeta. Espera um pouco! Nós somos a bolha intergaláctica e a ostra alienígena. Devoramos tudo, tornando tudo vazio!

domingo, 24 de janeiro de 2016

E VOCÊS?

Acordei? Ou ainda estou sonhando? Ou, na verdade, sempre vivi num sonho? O contínuo barulho do relógio que me faz lembrar de meus compromissos existe? Eu existo? E vocês?

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

SEM NEURAS


Não quero contestar que o preconceito é terrível para quem sofre e quem sofre deste mal sabe como dói. Mas, precisa-se não generalizar que todo caso seja realmente preconceito. Principalmente para não acontecer o que escrevi uma vez de que quando você briga com alguém, está realmente brigando com ela ou, na verdade, briga com outras pessoas que já te agrediram e situações que o afligiram? Sei lá, você projeta experiências vividas no passado. Logo, as brigas que você se envolve é a mesma que o aflige desde a origem de sua existência e só os cenários, os personagens mudam, mas, o contexto é o mesmo.
Hoje aconteceu um caso que me fez pensar sobre esta questão. Uma senhora e um rapaz estavam andando e falavam alto. Por causa da conversa com volume exagerado e a cor exótica da cabeleira do jovem chamaram minha atenção e da minha irmã e olhamos para eles. Outra mulher que estava atrás deles disse zangada: "Não sei por que as pessoas olham para o fulano?". A senhora respondeu que era preconceito contra ele.
Eu e minha irmã ficamos sem entender o motivo desta acusação, a gente olhou por olhar e não recriminou ninguém. Agora, se a pessoa se veste e pinta o cabelo diferente a tendência será dos outros verem, não é mesmo? Nem julguei ninguém e nem minha irmã! Não compreendemos a vitimização que a senhora vestiu no rapaz.
Portanto, acho importante analisar cada caso e não generalizar, projetando episódios antigos e se achar “A GRANDE VÍTIMA DE TUDO E TODOS”. Muitas vezes, uma pessoa olha por olhar ou de repente percebe algo inusitado e só.
Por favor, gente boa, sem neuras!





domingo, 10 de janeiro de 2016

PREDADORES-SEDUTORES

Muitas pessoas consideram que o abuso sexual só acontece com a violência física. É mais complicado, pois, muitas vezes, o abusador usa a sedução para atrair suas vítimas. Por exemplo, como acontecia antigamente, uma menina que sempre viveu no convento e subjugada pelos pais autoritários, quando encontrava uma pessoa que dava um pouco mais de "carinho" dizendo que era uma princesa, ela caía no emaranhado de mentiras que o sedutor lhe dizia. Como já falei, uma vez, a sedução é uma forma de poder e um indivíduo de boa lábia transforma uma pessoa inocente em marionete. Hoje em dia, existem muitos casos de jovens e crianças envolvidas por pedófilos que a princípio não usa a força bruta, primeiro domina os menores através da mente. Geralmente os adolescentes e a criança são mais vulneráveis, porém, há adultos carentes que caem como patinho nos golpes destes sedutores-abusadores. Inclusive, não se podem rotular as coisas, às vezes, o adulto pode ser a chapeuzinho vermelho e o menor, o lobo. Observar os mínimos detalhes é fundamental para se livrar desses predadores-sedutores que só querem sugar o que outro tem de melhor.